sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

porque o meu sorriso tem um nome .... Laura Daisypath Happy Birthday tickers online
Terça-feira, 29 de Maio de 2007

5.22

(Texto escrito às 5.22 da madrugada, num bloco que tinha à mão de semear; demasiada preguiça para ir directamente para o computador...)

 

Detesto quando isto acontece. Felizmente não é muito usual, mas de vez em quando lá me assombra o papão da insónia. Depois da sagrada ida à casa de banho, dei por mim às voltas na cama com dificuldades em adormecer. (ups, a Laura está acordadíssima!) Nestas ocasiões, começo a pensar em mil e uma coisas ao mesmo tempo. O cérebro fica tão activo que não consigo "desligar". Testes para corrigir, ida ao hospital dia 5, Laura, IKEA no sábado, relatórios para fazer, Laura, aqueles critérios de correcção do Grupo III não estão bem, não esquecer de falar com a Fernanda, Laura, visitar a sobrinha amanhã, Laura... Caramba! É extenuante! Ao meu lado, um corpo mexe-se e ameaça acordar. Vá lá, ainda não foi desta. (Laura, dorme querida!)

Depois, há aquelas técnicas ancestrais que experimentamos em desespero de causa. São verdadeiros mitos urbanos - contar carneirinhos e imaginar cancelas branquinhas ornamentadas com florinhas coloridas? Por favor!!! Fechar os olhos com força e cansá-los de maneira a fecharem-se definitivamente? Tenham dó!!!! Nem experimento ler; sei que ficaria ainda mais desperta.

A minha Laura não ajuda. Que festança é esta a estas horas, menina?! Mexe e volta a mexer, não sossega. (5.40). Penso tanto nela... Definitivamente, está a tornar-se (já é) o centro do meu universo, onde tudo tem origem e para onde tudo caminha. E nem sequer nasceu ainda...

Pronto, já acordou. Abriu um olho e depois o outro. Balbuciou qualquer coisa. Desculpa lá a luz. Sim, estou bem. Certo, é só acabar aqui uma coisa. Beijo rápido e virou-se para o outro lado. (5.40)

Já vi que escrever prolonga mais a insónia. Finalmente, a Laura acalmou. Vou aproveitar para mais uma tentativa.

Vamos dormir, bebé?

 

:o)))

 

sinto-me:
tags:
publicado por mil sorrisos às 11:56
link do post | sorri-me | ver sorrisos (6) | favorito
Domingo, 27 de Maio de 2007

Carpe Diem

36 anos! Tantos!

Fi-los ontem, 26 de Maio. Foi um aniversário especial, sentido a duas. Daqui a umas semanas já cá andará, a minha princesa...

Por mais que procure, não encontro vestígios dos 36 anos em mim. Por mais que me analise e observe ao espelho (e apesar da proeminência da figura e tal...), nada! Quem tem 36 anos?! Eu não! Na verdade, nem sei bem como é suposto nós nos sentirmos aos 36 anos. E cheguei cá tão depressa...! Isso é que é assustador, a forma como o tempo nos ilude e açambarca sem que disso nos apercebamos. Cada vez mais o valorizo.

Veio-me agora à memória o fantástico filme Clube dos Poetas Mortos que me marcou profundamente a todos os níveis. Um dos filmes da minha vida, sem dúvida.

 

Fui para os bosques para viver livremente,
para sugar o tutano da vida,
para aniquilar tudo o que não era vida,
e para, quando morrer, não descobrir que não vivi.


Thoreau

É isso. Viver intensamente cada momento, levar daqui tudo aquilo a que temos direito. Os maus momentos fazem parte. Que consigamos encontrar neles a lição que nos tornará mais fortes. Que consigamos "tocar "os outros e que nos deixemos "tocar" por eles.

 

Carpe Diem

 

:o)))

 

 

 

sinto-me:
publicado por mil sorrisos às 21:54
link do post | sorri-me | ver sorrisos (5) | favorito
Sexta-feira, 25 de Maio de 2007

...olha o passarinho, Laura...

35 semanas e 1 dia.

Hoje fomos tirar mais um retrato. E que fotogénica ela é (nada a ver com a mãe!). 

É sempre aquela emoção vê-la na ecografia. É a constatação do facto. Definitivamente ela existe, está ali com tudo no sítio, com o desenvolvimento que se pretende. O meu coração sossega quando ouço dizer que está tudo bem. Toda eu sou alívio, mas um alívio que nunca senti antes por coisa nenhuma, como se tudo dependesse das palavras do médico, como se a minha vida e a minha existência ficassem suspensas nelas.

Imagino que agora será sempre assim. Muitas aflições se aproximam, muitos sustos, muitos medos e receios... e outros tantos alívios e alegrias. Nada vai ser como antes, tudo ganhará outra dimensão. Calculo que passarei a relativizar muito mais as coisas, a desvalorizar algumas a que dava importância e a olhar com outros olhos para outras que me passavam ao lado.

 Vai ser um tumulto de emoções e de descobertas... mal posso esperar!

:o))))

 

 

sinto-me:
tags:
publicado por mil sorrisos às 19:04
link do post | sorri-me | favorito
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

amor, como é que é,´tá tudo,´tás a curtir?...

Estava a ouvir Mind da Gap e decidi que este seria o título deste post. Sou sincera, não me ocorre grande coisa. Poderia divagar sobre os jovens de hoje em dia, a forma como se expressam e se entendem entre eles através de uma espécie de dialecto muito privado, muito restrito. Poderia tentar fazer um retrato da nossa juventude, mais esbatido aqui, mais concreto ali; tenho a experiência no terreno para ter alguma credibilidade na análise. Poderia ainda escrever sobre o conceito de curtir e tentar abordar, do ponto de vista da Língua Portuguesa, expressões como ´tá-se bem, ´tás a ver ou o famoso tipo que agora insiste em ser utilizado de duas em duas palavras... tipo, ´tás a ver?

O que fazer com este título? Fica a sugestão meninas dos blog´s amigos. Sugiro um post que parta dele ...vamos ver quem se chega à frente.

 

A Laura está a pontapear-me. Em código morse dos bebés está a dizer ...não liguem, a minha cota não bate bem das teclas, tipo, é meia xoné e tal...

´Tá-se bem... :o)))))))

sinto-me:
tags:
publicado por mil sorrisos às 20:41
link do post | sorri-me | ver sorrisos (1) | favorito
Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

... toques...

Hoje acordei a sentir-te. Um tumulto, uma animação... mil sorrisos, logo de manhã cedinho. E que bom é começar assim mais um dia! Há motivação maior?! Não me parece; cada dia é menos um dia de espera, cada toque a certeza que estás bem... Alive and kicking, parafraseando os velhinhos Simple Mind.

Neste momento estás a acompanhar-me; dir-se-ia que o meu movimento nas teclas é acompanhado pelo teu movimento de braços e pernas. Uma espécie de dança? Sim, eu sei que ouves, és sensível a vozes e a sons... por que não a teclas? Mexes e mexes e tornas a mexer. Eu sorrio e volto a sorrir. Coloco a minha mão e sinto o teu movimento, adivinho as tuas posições, acaricio-te com o olhar de quem não vê, mas adivinha.

Já falta pouco, mas tanto ao mesmo tempo Laura...

:o)))

sinto-me:
tags:
publicado por mil sorrisos às 23:03
link do post | sorri-me | ver sorrisos (1) | favorito
Sábado, 19 de Maio de 2007

...cor-de-rosa...?

Não, diria há alguns meses! Cor-de-rosa?! Nunca!

Não me rendi, mas bem... cor-de-rosa aqui e ali, pontualmente, por que não? Até em mim o cor-de-rosa é agora admissível (envergo cor-de-rosa neste preciso momento e nem acredito...). Vítima das circunstâncias? Acho que sim. A ideia estereotipada da menina ser cor-de-rosa e o menino azul? Pois, é inevitável. Observemos a roupa e acessórios. Eu fujo do rosa, juro, mas não tenho grandes alternativas; impõe-se o raio da cor! (rsrsrsrsrsrsrsrsrsr) Apesar da repulsa inicial (que não é de agora...), apesar da aversão quase visceral... cor-de-rosa. Seja. Salpicos de rosa, aqui e ali, pronto.

Agora, não me venham com lacinhos e laçarotes, fitinhas e rendinhas. A isso digo (e não cederei!)... NUNCA!

 

(ai Laura, nem sabes no que te vens meter...)

:o))))

sinto-me:
publicado por mil sorrisos às 19:29
link do post | sorri-me | ver sorrisos (4) | favorito
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Dizem que é uma espécie de estado de graça...

... e não é que têm razão? Definitivamente, é um estado de graça. Já lá vão 34 semanas de pura levitação. Eu não ando, pairo... É estranhamente deliciosa esta sensação de leveza quando o espelho nos devolve uma imagem de tanta... enfim... proeminência! É isso, leveza. Lembrei-me, de repente, da cena inicial do Forrest Gump ... Estão a ver a pena branca? Sou eu... O que move a pena? Um remoinho de emoções à flor da pele, um tumulto doce que nos esgota, mas alimenta.

Difícil traduzir em palavras, mas eu sei e a Laura sabe... :o))

sinto-me:
publicado por mil sorrisos às 16:29
link do post | sorri-me | ver sorrisos (4) | favorito
Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

...apresentação...

Somos duas, mas ainda não nos olhámos nos olhos... Somos duas, mas ainda não sabemos os cheiros, os toques...  Somos duas, mas desconhecemos as cores e as formas...

Sendo duas, somos uma emoção só... grande... imensa... como um grito que condensa o mundo... como sorrisos que se recusam a deixar o rosto, mesmo quando não estão lá...

Sabes que sinto quando sorris?! Sinto o teu sorriso na forma como me tocas por dentro, como espetas um pé aqui e uma mão ali... Sinto-o nos teus soluços, nas batidas do teu coração... e sinto que sentes quando eu sorrio...

 

Somos duas e, não sabendo muito, já adivinhamos tanto...

 

sinto-me:
tags:
publicado por mil sorrisos às 19:35
link do post | sorri-me | ver sorrisos (4) | favorito

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS