sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

porque o meu sorriso tem um nome .... Laura Daisypath Happy Birthday tickers online
Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008

15 meses... e febril!

A dona do meu sorriso está doentinha. Passou o dia com febre, apesar de ter sido medicada para o efeito de 4 em 4 horas. Não foi para o infantário. Hoje ficou com os avós, ela e o meu coração... Isto não é maneira de comemorar os 15 mesitos! Raistapartisse aos dentes que estão a infernizar a minha Laura.

 

De qualquer maneira, aqui fica o registo.

 

AOS 15 MESES ADORA...

 

... que o pai pegue nela e a leve para o quintal. Aliás, agora é ela que arrasta o pai, que isto de já andar tem muita categoria! Continua maluca pelo béu-béu, o nosso rafeiro certificadíssimo de nome Lord. Faz-lhe trinta por uma linha perante a passividade do bicho que, para que conste, não é nada calmo...

 

... tátas! Vocês não estão bem a ver... A primeira vez que comeu uma batata frita palito foi este Verão, num restaurante. Não é que fixou logo o nome?? Táta! Foi o princípio do fim! Se lhe aparece uma táta à frente não quer outra coisa, é que não come mais nada! O que vale é que é raro fazer em casa, só come mesmo quando vamos ao restaurante e se proporciona. Caramba, impressionante como embicou logo para ali...

 

... que a mãe pegue nos seus bebés e faça óóóó com eles, os embale e finja que lhes dá leitinho. Delira!! Pega nos bonecos, traz-mos e delicia-se com os meus gestos. Depois tenta imitar-me, mas pronto... Acaba sempre com a cabeça do chorão mais pequenino na boca. Bem lhe digo que isso não são modos de tratar os bebés, mas ela parece dizer-me...Para os tratar bem estás cá tu...

 

... o espaço que temos na sala com os brinquedos todos. Entretém-se muito bem. Claro que deixa sempre tudo do avesso, mas que interessa?! O quarto dela fica no primeiro andar e não é tão cedo que vamos mudar o local das brincadeiras para lá. Cá em baixo está mais perto...

 

... deambular um pouco por todo o lado. Já o fazia de gatas, mas agora é a andar. Cada vez é mais complicado confiná-la a um determinado espaço. Só lá vai com portas fechadas e obstáculos intransponíveis - lá vou conseguindo levar a água ao meu moinho, por enquanto...

 

... que a deixem à solta quando vamos a espaços comerciais ou ao ar livre. O que quer é sair do carrinho e andar em direcção a coisas/pessoas que lhe chamem a atenção. Adora meter-se com outras crianças...

 

... telemóveis, comandos, teclas, aquelas máquinas de multibanco que existem nos espaços comerciais...

 

... fazer barulho, batendo objectos uns contra outros ou atirando-os para o chão...

 

... os mémés - designação geral para os animais da quinta que lhe comprámos no Jardim Zoológico. O pai deu nomes a todos eles. Assim temos o boi Tátá, as vaquinhas Milky e Mimosa, o porco Barnabé, a cabra Russa, a ovelha Dolly e os cavalos Sultão e Napoleão. São a diversão na hora da refeição e não só. Adora quando reproduzimos o barulho da bicharada...

 

... a banhoca diária. Chapinha, brinca com os patinhos e já não pára quieta. Está cada vez mais à vontade na água...

 

... dormir de rabo para o ar, na posição de adoração a Alá...

 

... cócegas! Gargalha imenso!!!

 

... puxar o seu próprio - e escasso! - cabelo. Um dia destes a educadora disse-me que a tinham visto fazer isso e que ficaram muito admiradas porque, normalmente, fazem isso mais uns aos outros. A Laura poupa os outros - que têm fartas e convidativas cabeleiras - e castiga-se a ela própria. Enfim... manias...

 

... palrar! Desde cedo que fala que se desunha. Já diz aquelas primeiras palavras da praxe - e há muito tempo! Deixa cá ver... papá, papa, mamã, , béu-béu (cão) piu-piu (pássaros e galinhas), ába (água), táta, anda (quando quer chamar alguém ou alguma coisa diz correctamente anda e faz o gesto de abrir e fechar a mão...), olá, Laula ( a forma como a prima Mariana a chama e que ela começa, agora, a repetir...), mémés (os tais animais da quinta...), bebés (de carne e osso e bonecas...) e uma infinidade de outros sons...

 

... brincar com a prima Mariana, apenas 2 meses mais velha. Estas duas estão cada vez mais em sintonia. Vai ser tão bom vê-las crescer juntinhas, como irmãs...

 

... brincar com os meninos do infantário, Já vos falei de um morenaço que, por acaso, até é nosso  vizinho?? Aposto que hoje ele sentiu a falta dela. Constou-me que já vão para o refeitório de mãos dadas e que ele deixa sempre a última táta para ela...

 

... e tantas coisas mais!!! Mas nem tudo são coisas boas... O que DETESTA fica para amanhã, boa? Agora vou dar-lhe muitos miminhos, que a minha princesa está doentinha...

 

:o((((((

 

 

publicado por mil sorrisos às 21:18
link do post | sorri-me | ver sorrisos (7) | favorito
Sábado, 27 de Setembro de 2008

Desafio

muito tempo que não respondo a nenhum desafio, mas este, da querida  Teresa, pareceu-me irrecusável. Aqui vai disto!

 

o que fazia eu há 10 anos

Ora bem, há dez anos ainda era solteiríssima e vivia na casa dos meus pais. Já era independente financeiramente há uns anos bons, mas ainda tinha de prestar "outras" contas ao patriarca... Namorava que me desunhava, era o que fazia há dez anos!!!

 

o que fazia o ano passado

Vivia um dos melhores períodos da minha vida, a minha licença de maternidade. A Laura tinha três mesitos e as 24 horas eram-lhe dedicadas. Era mais minha que de todos.Tenho saudades...

5 snacks que gosto

Snacks... Hum... não sou muito de barrinhas e outras coisas do género. Se falarmos de petiscos destaco

 

. salada de polvo

. pica-paus

. paté de delícias do mar

. gambas grelhadas

. oda a espécie de marisco - que não sou nada esquisita na matéria...

5 canções que sei de cor

Ai... Tenho uma memória ritmica/musical endiabrada. Capto tudo de ouvido e passo a vida a cantarolar. Deixa cá ver. Estas são apenas as que me lembro agora, nem sequer são das preferidas...

 

Luka - Susan Vega

. More than word´s - Extreme

. One - U2

. Whish you were here - Pink Floyd

. A maior parte das músicas dos Keane (sou muito fã!)

 

A eterna

.não consigo indicar apenas uma porque cada época da minha vida acabou por ficar marcada por uma canção diferente...

5 coisas que não voltaria a vestir/calçar

. saias de pregas

. jardineiras

. calças de xadrez

. camisas com golas pontiagudas

. galochas/botins

5 brinquedos que gosto

. livros da Anita

. bonecos chorões

. tudo o que seja brinquedos didácticos

. legos

. puzzles

 

 

 5 blogs que desafio

 

Os que se quiserem chegar à frente - muitos já responderam ou foram desafiados, não faz sentido estar a designar alguém em especial.

 

Divirtam-se!!!

 

:o))))))))

 

publicado por mil sorrisos às 23:14
link do post | sorri-me | ver sorrisos (1) | favorito
Terça-feira, 23 de Setembro de 2008

Fresquinhas!!

Hoje, pela primeira vez, a Laura percorreu a distância entre a salinha dela e o refeitório - um corredor ainda comprido - pelo seu pé, a andar! A notícia de sexta-feira está confirmadíssima. É oficial, a miúda está mesmo a ganhar confiança e a descobrir que, afinal, há maneiras bem mais giras e divertidas de se deslocar que não sejam a gatinhar e a dar cabo dos sapatos, das calças e das unhas da mãe com tanto esgreganço à mão.

 

Já agora, mais informo que a Laura continua a dar-se muito bem no infantário. Agora vai muito cedinho, pelo menos três vezes por semana - por volta das 7.30 -, mas continua a estar sempre bem disposta, a comer bem e a dormir menos que todos, mas pronto... Diz a educadora que ela acorda a palrar e que, muitas vezes, acaba por acordar a criançada mais dorminhoca. Agora a táctica é, quando a Laura começa a dar sinal, alguém ir até ela e entretê-la um pouco, para que não acorde os outros. Esta minha filha... Em casa acaba por já não dormir nada, só "apaga" por volta das 21.30, depois da banhoca, mas depois faz directa até às 7 ou 8.30, se a deixarem dormir. Durante o dia não quebra nem fica rabugenta, sempre na risota e bem disposta.

 

Entretanto, descobrimos que o morenaço lá da salinha até é vizinho aqui do condomínio ao lado, o que significa que pode estar aqui o início de uma bela amizade. A Laura anda entusiasmada, que uma mãe sente estas coisas... (eheheheheh)

 

:o)))))))

publicado por mil sorrisos às 18:23
link do post | sorri-me | ver sorrisos (7) | favorito
Sexta-feira, 19 de Setembro de 2008

Finalmente!!!

... e aos 14 meses e 3 semanas a Laura começou, oficialmente, a andar. Já dava uns passinhos e tal, mas hoje começou, finalmente, a percorrer distâncias mais longas e de forma mais convicta e segura. Já não era sem tempo, que isto de ter calças roçadas nos joelhos de tanto gatinhar, lavar e esfregar já me aborrecia um bocado. Ainda vai demorar uns diazitos a consolidar a coisa, a sentir-se mais confiante e à vontade com esta nova forma de locomoção, mas já está!!! Agora é sempre a abrir - que os deuses me ajudemmmmm!

 

:o)))))))))))

publicado por mil sorrisos às 22:25
link do post | sorri-me | ver sorrisos (10) | favorito
Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

Livro de reclamações

Perguntam vocês:

- E a MADONNA?!! (vá perguntem...)

Pois...espectáculo fantástico num espaço (muito) infeliz. Nunca tinha ido à Bela Vista, mas não fiquei a morrer de amores por aquilo. Aliás, só em condições muito especiais é que me voltam a apanhar por ali. Eu explico. 75 mil pessoas são... 75 mil pessoas. Pronto, certo...É muita gente e tal, mas estão a ver o que é estarem num plano inclinado, sem espaço para mexer um dedo, a ter de pedir (quase) licença para mexer os bracitos para as tais palminhas? Dançar?? Não, claro que não, nem é suposto num concerto da MADONNA. Nunca vi tanta gente junta. Seria preferível escolherem um espaço mais pequeno, com menos pessoas, mas com a certeza de que todos saiam de lá depois de efectivamente terem visto (e não apenas ouvido) a artista. Felizmente nem me posso queixar muito da visibilidade. Entre cabeças e ombros, lá me safei... 

Esta ânsia de quererem ganhar dinheiro a qualquer custo... Pelos deuses, temos estádios de futebol com condições exceptionais e que ainda levam muita gente! Claro que 75 mil pessoas não há estádio que comporte... Enfim! Decididamente, ou estou a ficar velha e sem espírito para apertos ou então a Bela Vista é um belo fogo de vista!

Quanto à senhora em si... Que belos e energéticos 50 anos! Tem mais energia no dedão do pé que eu no corpo todo! Foi em espectáculo memorável no seu todo, se bem que algumas versões mais arrojadas (eu diria desastrosas, mas isso sou eu...) não me agradaram especialmente. Houve momentos arrepiantes, nostálgicos e libertadores, Os bailarinos - peça essencial para o sucesso do espectáculo - são fora de série. Os vídeos foram outro elemento fundamental e muito bem conseguido. Valeu os apertos, mas não lhe perdoo a versão heavy metal do Hung up...!  Não havia necessidade!

 

:o))))))))

publicado por mil sorrisos às 11:08
link do post | sorri-me | ver sorrisos (6) | favorito
Sexta-feira, 12 de Setembro de 2008

Oração de fim de semana!! (S. Pedro, S Pedrinho...)

Pois é, está à porta. E porque nem só de trabalho vive o Homem - graças aos deuses, velhos amigos do Olimpo Luminoso -, eis que vamos ter, cá por casa, um fim de semana de laró, bem como eu gosto. A saber:

 

- sábado, dia de convívio com amigos e comadre/compadre emprestadado,  em zona de praia e numa vivenda fantástica, com a bela da piscina e tudo e tudo e tudo. S Pedro*, por favor, não nos vires a cara nesse dia para ver se dá para molhar a ponta do pepé, boa?!

 

- domingo, the one and only, MADONNA!!!!!! Bem, pareço uma adolescente, quase like a virgin...! Vai ser bommmmm! A Laura está entregue ao pai - e bem entregue! Eu vou sentir a falta dela durante o dia/noite, mas pronto, é por uma boa causa. Estou a pensar fazer um cartaz do tipo Laura, a mamã está aqui a bombar!!, o que acham? É óbvio que, no meio dos 60 ou 70 mil  presentes, iria ser muito visível. Posso até imaginar as reportagens a propósito a destacarem a minha singela mensagem... Quanto a S. Pedro*, é mesmo fundamental que o gajo seja fã, estão a ver, não estão??!!

 

É isto. Segunda-feira recomeça o ano lectivo - felizmente à tarde, com recepção aos alunos!! -, e ainda não preparei aulas, nem nada que remotamente se pareça, mas isso agora não interessa nada!

 

Excelente fim de semana para todas a façam por se divertir!!

 

(Hum, está a preocupar-me ligeiramente esta necessidade premente de solidariedade por parte de S. Pedro para o fim de semana. Cunhas e tal, arranjam-se por aí? Pois, bilhetes da MADONNA é que não tenho a mais, mas pronto... Era de valor!)

 

:o))))))))))))

publicado por mil sorrisos às 11:08
link do post | sorri-me | ver sorrisos (3) | favorito
Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Lista negra

... de tarefas que me propunha realizar nas férias. Perguntem-me, no fim, o que consegui fazer... perguntem!!!

 

- selecção da roupa da Laura e da nossa;

(é uma vergonha, mas acho que alguma roupa de grávida ainda anda a "monte" no meio da outra... Já a separei, mas não me empenhei muito no assunto, se é que me entendem. De resto, há que tirar roupa que já não se usa e fazer uma trouxa para levar à igreja. Quanto à Laura, tenho de ver o que já não serve e guardar. Entretanto, temos o Outono à porta e há que fazer compras... rsrsrsrsrsr)

 

- fazer o mesmo aos sapatos dos graúdos;

(se há coisa que me irrita é ter amontoado calçado que nem sequer se usa mais...rsrsrsrsrsr. É que é uma coisa que até ocupa espaço e tem um certo odor! Tenho duas sapateiras, mas estão a rebentar pelas costuras. Há que tratar do assunto...)

 

- limpar, a fundo, os armários da cozinha;

(entre panelas e recipientes de plástico, testos e tampas, produtos alimentícios e enlatados ... sem comentários!)

 

- organizar fotos e fazer backups de resmas e paletes das ditas e de outros documentos;

(ai que um dia destes vai tudo ao ar!!! Tenho abusado tanto da minha sorte nesta área que nem sei...!)

 

Perguntem-me o que fiz nestas férias. Vá lá!!!

Pois... nada, zero, rien de rien! Para além da presença constante da minha menina, o melhor dos pretextos para nada fazer, deu-me uma preguiça! O escritório foi organizado por estes dias, mesmo em vésperas de início de mais um ano lectivo. De resto, é a limpeza semanal ao sábado, lavar e passar a roupa sem deixar acumular, cozinhar e mais nada.

Ai a minha vida!!!!! (versão Xutos e Pontapés!)

 

:o)))))))))

publicado por mil sorrisos às 11:41
link do post | sorri-me | ver sorrisos (7) | favorito
Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

...e o pai, onde fica??

Nos tempos que correm é fundamental que o pai seja uma figura tão presente na vida da criança quanto a mãe. Aquela ideia de que a educação é da responsabilidade da mãe e que o pai só tem de se preocupar com o bem estar económico da família está completamente ultrapassada - graças aos deuses, digo eu!

 

Eu trabalho. O pai da Laura trabalha. A minha profissão permite-me estar mais tempo com ela, em casa. Mesmo agora, que se iniciou o infantário, essa situação mantém-se. Claro, é natural que a minha ligação com a Laura passe por uma série de rituais diários como sejam o acordar e dar leitinho, o vestir e arranjar, o ir pôr e buscar oa infantário, entre outras coisas. Inevitavelmente, acabo por ter a meu cargo as tarefas menos agradáveis como sejam o cortar das unhas e outras que tais. No meio disto tudo, onde fica o pai?

 

O Zé chega por volta das 18.30 a casa. A primeira coisa que faz? Pega na Laura, que àquela hora já espera ansiosamente a chegada do papá, e leva-a para o quintal. Ela adora!! São os momentos de descontracção pai - filha que incluem brincadeiras com o nosso béu-béu - rafeiro certificadíssimo chamado Lord -, andar no carrinho que o pai empurra, ver os caracóis, cheirar e mexer nas flores... Enfim, até à hora de jantar pertencem um ao outro. Quem dá o jantar à Laura é o pai, desde sempre. Ao fim de semana, também é ele que trata das refeições. Eu dou a ajuda técnica quando ele está e trato de tudo quando ele não está. Depois de jantar... mais brincadeira, desta feita na sala, que está completamente por conta da Laura. Mais uma vez, o pai assume o comando. Por volta das 21.30, banhoca! Sempre foi uma tarefa executada por nós dois, mas ultimamente dividimos - o pai dá o banho propriamente dito e eu enxugo-a e visto-a, isto enquanto o pai aquece o leitinho. Aí, sim, a mãe assume o comando. Ainda sou eu que lhe dou o leitinho e adormeço, se bem que o pai o faça de vez em quando, mas com mais dificuldade porque ela, com ele, não sossega tão facilmente, só quer paródia!

 

Nos tempos que correm, deve ser assim! A Laura tem, no pai e na mãe, pessoas disponíveis, dedicadas e, acima de tudo, presentes. Dentro da nossa disponibilidade de tempo, a Laura preenche-nos todos os momentos. É com um sorriso imenso no coração que observo a cumplicidade entre pai e filha. Afinal, foi sempre isto que quis, que o meu filho tivesse um pai activo, companheiro e presente. Estou feliz... e aposto que a Laura está radiante com o pai que tem!!!

 

:o)))))))))))

 

publicado por mil sorrisos às 10:09
link do post | sorri-me | ver sorrisos (4) | favorito
Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Gostei!!

Caramba!! Desta vez foi difícil apanhar a mamã distraída e roubar-lhe as teclas, mas consegui!!

Já tinha saudades. Habituei-me a vir aqui de vez em quando dizer de minha justiça. Sim, porque isto não é só escrever sobre a Laura... há que ler o que a Laura (já) escreve!

 

Comecei, no início da semana, uma nova etapa. Vocês sabem, o Infantário!!! Que posso dizer? Tenho-me portado muito bem e sabem porquê?? Porque gosto muito de brincar com os meninos e há lá um morenaço... Uiiiiiiiiiii.  Vou relatar-vos como foi o primeiro dia.

 

Quando chegámos só lá estavam a Ana Filipa, que ainda não anda (senti-me logo mais acompanhada!), e um menino moreno, giro, giro, grandote e que já anda e tudo!! Que borracho. Ficou logo debaixo de olho... A mamã passou-me para o colinho da Amália - a minha educadora - e eu fui, um pouco desconfiada, mas fui. A mãe ficou ainda um pouco, a conversar, e eu sempre ao colo da Amália, muito curiosa em relação a tudo, mas sempre com a mamã debaixo de olho. Espaço novo, objectos novos e coloridos, caras novas... tanta coisa ao mesmo tempo! Quando a mãe se foi embora fiquei tristinha, mas logo me distraí com tudo o que me rodeava. Não chorei nem nada!
 
Brinquei toda a manhã, entretida com os meninos e os brinquedos.
 
Ao almoço não comi muito bem a sopa (faltou-me o pai e a mãe com as graçolas do costume...), mas comi muito bem o franguinho com arroz e a pêra.
 
Depois veio a sesta. Ai!! Agora querem que durma sem embalo. Não há condições!!! A mamã dá colinho para eu dormir e eu adoro e quero que continue a ser SEMPRE assim! Dizem-me que não pode ser... está mal!! O que aconteceu é que me meteram na caminha e, claro, eu dei voltas e voltas e não dormi. Depois lembraram-se que, provavelmente, precisava de colo e pimba... foi tiro e queda. Por acaso a mamã já tinha dito isso à Amália, mas ela esquceu-se... De qualquer forma, parece que a mãe quer que eu comece a adormecer sozinha, mas fica aqui o protesto... Está mal!! Vocês, que são amigas e tal, metam lá uma cunha por mim...
Quando a mamã chegou eu disparei pela sala fora, a gatinhar a alta velocidade na direcção dela. Que saudades!! O tempo passou depressa, gostei de estar com os meninos e brincar, mas senti a falta da mamã.
 
Amanhã parece que há mais. E depois... e depois... e depois... Hum, será que não me vou aborrecer? Será que as saudades dos miminhos da mãe e da avó vão apertar? Será que aquele moreno giro, giro já tem namorada? Será que há possibilidade de a Amália e a mamã continuarem a embalar-me nos próximos, digamos, 2 anos? Será que o raio da sopa algum dia vai desaparecer do mapa - que é como quem diz, das ementas?

 

Aguardem as cenas dos próximos capítulos!

 

:o))))))))

 

publicado por mil sorrisos às 18:06
link do post | sorri-me | ver sorrisos (5) | favorito
Quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

Sou mãe e...

 

 (Texto com que participei num passatempo levado a cabo pelo Clube Mammy e patrocinado pela querida Joana. Fiquei em primeiro lugar, partilhado com todo o gosto com a querida mamaepedro. Vou ter uma tela a partir de uma foto da Laura... que belo prémio!!)

 

 

Sou mãe e essa é a parte mais feliz de mim. Nada se lhe compara... Falar sobre isso é complicado porque é uma coisa tão minha!! Como transmiti-lo por palavras?! Tenho tentado fazê-lo, mas fica sempre a sensação de que nada do que possa dizer/escrever chega perto do que sinto.
É um mundo completamente novo. Costumo dizer que a minha vida se divide em duas eras, a pré e a pós-maternidade. Na verdade não é tanto a vida que muda, somos nós que mudamos. Nas “vésperas” da maternidade fazem-se contas e antecipam-se as saudades que algumas coisas vão deixar – as férias que já não se podem fazer da mesma forma, as noitadas com os amigos, a simples ida ao cinema, os jantares a dois, o levantar tarde e más horas... Não demorei para descobrir que, afinal, nada disso faz assim tanta falta. Ver a nossa existência centrada num bebé pode parecer redutor, mas preenche-nos de uma forma surpreendentemente doce e aconchegante. Nada é mais delicioso que os momentos que partilho com a minha filha. Nessas ocasiões poderiam aliciar-me com tudo que eu não cederia um segundo do tempo que passo com ela. Nada nem ninguém me devolve de forma tão inocente e desinteressada aquilo que dou.
Há uns meses vi um programa da Oprah que tinha como convidada Sinead O´Connor. A cantora assumiu a sua bipolaridade e utilizou uma metáfora impressionante para explicar o seu estado de espírito. Dizia ela que se sentia como um balde furado, com lágrimas e tristeza a sair por todos os buraquinhos de forma ininterrupta. Não sabia explicar porquê, mas a tristeza era permanente, ainda que nem sempre fosse perceptível para os outros. Depressa me apropriei dessa imagem, mas ao contrário. Sinto-me um balde furado sim, mas o que sai pelos buraquinhos é uma alegria imensa feita de sorrisos e doçuras. Toda eu sou emoção. A qualquer momento do meu dia posso ser literalmente assaltada pela doce imagem da minha princesa. Em qualquer contexto a lembrança dela pode levar-me a alhear-me da realidade. Pode ser imperceptível para os outros, mas a emoção de ser mãe está sempre presente em mim. Não sou sequer daquelas mães que falam imenso das suas crianças, mas a minha filha está-me permanentemente na retina e no pensamento. Olhares mais atentos podem dar comigo a sorrir de forma meio pateta e descontextualizada. Se perguntarem, explicarei. Eu sei porque sorrio e é quanto me basta.
As sensações são as melhores do mundo! O quentinho do seu corpo, a forma como se enrosca e encaixa em mim, o seu toque, o seu olhar fixo, o seu sorriso doce... sinto-me especial por ser alvo de tanta ternura e agradeço todos os dias por isso. Mas o melhor, o melhor de tudo, é saber que estou apenas no início daquela que é a aventura da minha vida. A responsabilidade é enorme, os obstáculos existem e não vivemos num mundo cor-de-rosa. Tenho plena noção que eu sou apenas uma das inúmeras influências/referências que marcarão a vida da minha filha. No entanto, naquilo que estiver ao meu alcance, não falharei. O meu empenho é total e a minha dedicação permanente. É o meu cavalo de batalha, o meu ponto de honra, o meu objectivo – fazer da minha princesa uma cidadã exemplar neste mundo de loucos. A minha divisa está escolhida. Parafraseando um senhor chamado Johann Goethe, "Ensinam-se as crianças a amar, amando-as..."

:o))))))))))))

publicado por mil sorrisos às 09:50
link do post | sorri-me | ver sorrisos (5) | favorito

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS