sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

porque o meu sorriso tem um nome .... Laura Daisypath Happy Birthday tickers online
Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Festa!!

Pois é, este fim-de-semana é de festa!! No sábado, dia 2 de Maio, vai ser o duplo baptizado dos meus dois sobrinhos queridos, a Mariana (faz dois aninhos nesse dia) e o meu afilhado Diogo (3 meses e alguns dias).

 

Como madrinha vou ter algum protagonismo, enfim. A toilett aqui das duas meninas está escolhida. Impõe-se um dia Primaveril e com uma temperatura amena!!! Pleaseeeee!!!

 

O Diogo vem de um internamento hospitalar de vários dias, entre Vila Franca de Xira e o Hospital da Estefânia.Teve uma espécie de tremuras nos bracitos que assustaram e levaram ao internamento Felizmente, depois de muitos exames e análises, nenhum problema foi detectado. Quase uma semana de massacre com 3 mesitos e pouco! Meu pequenino! Não se sabe o que foi - mais uma daquelas viroses XPTO que aparecem e desaparecem como por magia. De qualquer maneira, em vésperas de festa, foi um grande susto que deixou todos apreensivos e preocupados, mas que já passou!

 

Vou embonecar a Laura para o dia, claro está! Vestidinho, casaquinho curto... tudo muito simples, mas muito airoso. Pode ser que depois vos mostre...

 

Depois conto-vos tudo, ok? Bom fim de semanaaaaaa!!!

 

:o)))

 

 

publicado por mil sorrisos às 10:12
link do post | sorri-me | ver sorrisos (20) | favorito
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Coisas simples

 

 

 

 Com um simples alguidar e uma dúzia de molas, a brincadeira é total!!

 

Têm sido 22 meses de pura alegria e magia. Obrigada, meu amor...

 

:o))))))

publicado por mil sorrisos às 10:19
link do post | sorri-me | ver sorrisos (18) | favorito
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

...e no dia 22 de Abril de 2009...

... iniciei oficialmente a Laura nestas coisas dos cabelos e afins, levando-a à cabeleireira oficial do reino - que é como quem diz da mãe dela! - para cortar as pontinhas do seu cabelo que insiste em crescer devagarinho e tão fino que até faz confusão!

 

Não correu mal. Quando entrámos, a Dona Maria dos Ganchos - como carinhosamente a chamo - fez uma festa!! Já lhe tinha dito que a minha menina estava a precisar de um corte... Durante os cumprimentos a Laura esteve sempre meio pasma a olhar para aquilo tudo, mas só começou na choradeira quando a coloquei de pé em cima da cadeira - sugestão da especialista - e a envolvi com uma daquelas fantásticas capas que nos protegem dos cabelos que vamos perdendo. Claro que a capa a cobria toda e claro que ela não achou piada nenhuma àquilo. A cabeleireira, prevenida, logo arranjou uns objectos que lhe passou para as mãos, na esperança de a distrair e começou, a medo, a cortar as pontinhas. A Laura não desarmou nem diminuiu a intensidade do choro. Não se debatia muito, o que já não foi mau! A determinada altura sentei-me na cadeira - nova sugestão da especialista, que começava a dar sinais de desespero - e coloquei-a ao meu colo. Aí serenou rapidamente e permitiu que o resto do corte fosse feito na santa paz do Senhor. Dizia a Dona Maria dos Ganchos que é fundamental que eles não desgostem da primeira vez, porque isso ditará a disposição com que virão no futuro. Parece-me que não se terá criado ali nenhum trauma. No final, a Laura até sorriu ligeiramente e fez adeus com a mãozita...

 

O mau disto tudo??? É que a minha menina parece, cada vez mais, um rapazito!!!! As pontas foram cortadas, o cabelo pode vir até mais forte e começar a crescer mais rápido, mas está curto!!!! Bem, quer dizer... curto já ele era... e fino... e pronto... Ficamos assim...

 

:o)))

publicado por mil sorrisos às 14:26
link do post | sorri-me | ver sorrisos (12) | favorito
Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

O poder da Publicidade

A última da Laura, repetida até à exaustão e a torto e a direito:

- O comando é meu!!!!

 

Medooooooooooooo!!

 

 :o)))

 

 

publicado por mil sorrisos às 10:11
link do post | sorri-me | ver sorrisos (20) | favorito
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Aleluia!

Finalmente a Laura começou a usar bibe no infantário! É algo discutível em determinados aspectos, mas tem uma vantagem que me faz esquecer tudo o resto - menos roupa para lavar e passar (espero!!). Hoje lá foi, pela primeira vez, com o dito vestido... e não me parece ter desgostado!

 

:o))))

 

ADENDA - Ok, obrigada pelos esclarecimentos, queridas-amigas-mais-experientes-e-assim. Afinal a roupa vai continuar a ser em quantidades industriais para lavar e passar - raistapartisse -, mas pronto, poupa-se naquelas nódoas tramadas que as fazem durar pouco. Aleluia na mesma!

publicado por mil sorrisos às 11:44
link do post | sorri-me | ver sorrisos (16) | favorito
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Comovente...

... é ver a minha Laura pequenina com a minha Laura grande - bisavó de 88 anos. Observar  a forma como as duas interagem é das coisas mais comoventes e fantásticas que tenho tido oportunidade de testemunhar. A minha bisavó mora mesmo aqui ao lado, com os meus pais, e o contacto entre ambas é diário.  A minha filhota trata-a carinhosamente por Avó Bisa, mas reconhece-a igualmente pelo nome, que sabe ser o mesmo que o seu. A Bisa Laura é, muitas vezes, a companheira das brincadeiras, uma vez que é a pessoa que está mais disponível para ela lá em casa.

 

Adoro vê-las a ler um livro ou a brincar com os bebés  ao faz de conta. E quando a Laura pega na mão da Bisa para a levar para aqui ou ali? E quando lhe diz Senta aqui  , fazendo o gesto com a mãozinha para se sentar no chão ou nos degraus das escadas? E a Bisa, coitada, a dizer que não pode! Do que ela tem mais pena é de não ter força física para pegar nos bisnetos - agora tem 3 mesmo ao lado! - e fazer com eles aquelas coisas todas para que a solicitam.

 

Para os mais pequeninos, os avós e bisavós são referências e sinónimo de aconchego e conforto. Para os mais velhos as crianças são a alegria reencontrada, depois dos filhos criados e de uma vida intensa, mas que parece ter estagnado e já nada ter para oferecer. Para a minha bisavó Laura, estes foram os três melhores presentes que podia receber em final de vida. Quando olha a minha Laura toda ela sorri e a forma como os seus olhos brilham não enganam - a alegria de poder partilhar com ela os últimos anos da sua vida é inquestionável.

 

Só desejo que a minha avó esteja por cá ainda alguns anos, pelo menos os suficientes para a Laura poder ficar com recordações dela, daquela de quem herdou o nome e com quem brinca muitoooooo!

 

:o)))))

 

CORRECÇÂO - AGORA É QUE REPAREI QUE DISSE, POR DUAS VEZES, QUE SE TRATAVA DA MINHA BISAVÓ. CLARO QUE SE TRATA DA MINHA AVÓ MATERNA, BISAVÓ DA LAURA. PEÇO DESCULPAS PELO LAPSO - se é que alguém reparou nele...

 

 

publicado por mil sorrisos às 13:24
link do post | sorri-me | ver sorrisos (14) | favorito
Segunda-feira, 20 de Abril de 2009

Graus de aversão

Pois. Temos um caso bicudo e comprovadíssimo de aversão... ao pediatra! A Laura entra em histeria completa quando está perante o Sr. Doutor que, não sendo o mais afável dos homens - que não é! -, me parece competente e preocupado. Mas vamos aos pormenores...

 

O pediatra tem sido sempre o mesmo desde que a Laura nasceu. Maioritariamente as consultas têm coincidido com a rotina, ou seja, as tradicionais consultas dos meses x e y, aparte uma ou outra situação mais pontual que exige a ida ao médico. O interessante nisto tudo - e assustador, como poderão constatar a seguir! - é que a aversão da Laura tem aumentado exponencialmente. Ora leiam lá!

 

. quando bebé, choramingava na altura em que o médico pegava nela, a pesava, media e examinava - tudo normal!

 

. depois passou para a fase de chorar quando a começávamos a despir, antecipando o que vinha a seguir. Ok, até aqui tudo bem...

 

. a determinada altura começou a chorar assim que entrava no consultório, só parando quando saía. O choro começou então a ser acompanhado por movimentos do corpo que tornavam complicada e difícil a missão de a examinar ou fazer o que quer que fosse... Pois, começou o drama...

 

. certa vez, mais recentemente, começou a chorar quando viu passar o médico ao longe - sim, ao longe! - pois ainda estávamos na sala de espera. Não se calou mais até ao final da consulta... Ai, meu Deus!

 

. na última consulta aconteceu o impensável. Ainda no carro - sim, no carro!!! - ao entrarmos no bairro onde fica o consultório, começou a chorar compulsivamente e não se calou mais!! Quer dizer, apercebeu-se para onde ia e pronto... berreiro! O assustador é que ela chora como se lhe estivessem a tirar um bocado. É um choro incontrolável e histérico que assusta pela violência e aflição que transmite. No consultório, é complicado despi-la, pesá-la, examiná-la, enfim, é tudo complicado porque ela se debate como se estivesse a a lutar pela vida... Nem as nossas palavras e gestos a acalmam, nem os brinquedos que o médico lá tem, nada!

 

O médico lá nos vai dizendo que é normal, que o choro dela lhe dá muitas indicações, blá, blá, blá... Pois, Sr. Doutor, mas é aflitivo! Só me questiono sobre o que se seguirá. Se agora a ladainha já começa no carro... Há sugestões aí desse lado?! Ah, só um pormenor, o médico nem sequer usa bata...

 

:o))))

publicado por mil sorrisos às 10:12
link do post | sorri-me | ver sorrisos (11) | favorito
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Afectos

Será possível que aos 22 meses as crianças já tenham os melhores amigos, aqueles por quem sentem mais carinho, com quem brincam mais e de quem têm mais saudades durante ausências parte a parte? Eu diria que é pouco provável, se não tivesse o exemplo da minha filhota.

 

Ontem de manhã, ao deixá-la no infantário, assisti a uma manifestação fantástica de afecto por parte de outra criança relativamente à Laura. Quando entramos no edifício passamos por uma enorme parede envidraçada do chão ao tecto que dá directamente para a salinha da Laura. Antes de entrarmos é costume pararmos e olharmos lá para dentro. A entrada processa-se por dentro do edifício. Pois ontem, quando por ali passámos de manhã, os amiguinhos viram-na chegar e a Bea - Beatriz - saltou literalmente da cadeirinha onde estava sentada, entretida com um desenho, e começou a gritar de contentamente dizendo Laula, Laula, Laula! e apontando para nós. Foi até ao vidro com o mais doce dos sorrisos e depois correu para a porta, onde nos fez uma recepção magnífica. A Laura, assim que a viu naqueles preparos começou a dizer Bea, Bea, Bea e praticamente cairam nos braços uma da outra. Uma delícia! A auxiliar confirmou aquilo que eu já sabia - as duas adoram-se!

 

A verdade é que o nome Bea está sempre na boca da Laura. Quando fala dos amiguinhos e das educadoras - o que acontece frequentemente -, o nome da Bea encabeça sempre a lista. Quando se ausenta alguns dias do infantário é notório que sente mesmo a falta dela pela forma como se lhe refere. Depois da semana que passámos no Algarve, a Laura regressou na expectativa de reencontrar todos, especialmente a Bea. Acontece que a menina não foi na segunda-feira, só na terça. A educadora disse-me que ela passou toda a segunda-feira a perguntar por ela...

 

Delicia-me ver que a minha filhota já consegue criar laços tão fortes com crianças da sua idade. Como seres sociais que somos, o desenvolvimento dos afectos e das relações interpesssoais fazem parte integrante e é desejável que se comecem a construir desde cedo. Palpita-me que este pode ser o início de uma daquelas amizades que nos acompanham durante toda a infância...e até toda a vida, quem sabe!

 

:o))))))))))

 

 

publicado por mil sorrisos às 09:48
link do post | sorri-me | ver sorrisos (10) | favorito
Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

Ainda das férias...

 

:o)))))))))))

 

 

publicado por mil sorrisos às 10:03
link do post | sorri-me | ver sorrisos (8) | favorito
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Estamos de regresso...

... de uma semana FANTÁSTICA! Desde o tempo, que foi amiguinho, até à Laura, que esteve maravilhosa, tudo se conjugou na perfeição. Decidi que o melhor era fazer uma apanhado dos momentos mais dignos de registo. Vamos lá!!

 

. as tardes na praia foram óptimas! A temperatura nunca esteve assim muito alta, houve sempre um ventinho, mas esteve suficientemente agradável para disfrutar da praia, ainda que com contenção e alguma roupa em cima, claro. Apesar de alguns afoitos - principalmente estrangeiros -, andámos sempre os três de calções e t´shirt. A Laura esteve sempre bem protegida com boné e protector solar.

 

. os jantares e almoços com a madrinha e os nossos amigos que vivem em Albufeira. A minha querida comadre esteve por lá de segunda a quinta. Ainda estivemos juntas algumas vezes. Em Albufeira vivem a Ana e o Alexandre com a sua gata Cleo - diminutivo carinhoso de Cleopatra -  e o Rafael. Aconteceram encontros e momentos muito agradáveis de amena cavaqueira. Como só nos vemos de vez em quando, há sempre muito o que contar. A Laura esteve sempre bem e não estranhou ninguém!

 

. a gata Cleo fez as delícias da Laura. Pouco habituada a crianças, fugiu sempre que pôde das insistentes investidas da minha menina, que não desistia de a querer tocar e ver. Claro que tudo colminou numa assanhadela da Cleo que acabou com uns arranhões - coisa de pouca monta - na mão da Laura. O engraçado foi a reacção dela. Primeiro choramingou, mais de susto que de dor, depois disse insistentemente Pica, pica, pica e, por fim, disse que a Cleo era dôda, fez o gesto na cabeça e disse que merecia tau, tau, fazendo o gesto de bater no rabo. Só visto...

 

. a Laura comeu sempre bem e dormiu optimamente. Não estranhou nada o apartamento e ambientou-se lindamente, quer ao local, quer à mudança de hábitos/horários. Basta dizer que dormia sempre a sesta depois de almoço, como está habituada, e nem o facto de eu estar, nessa altura, a mexer em panelas e pratos a incomodava. Enquanto eu fazia o almoço, almoçávamos e arrumava a cozinha, ela dormia. Resta dizer que, tratando-se de um T0, a cozinha está no mesmo espaço do quarto/sala... De noite, deitava-se um pouco mais tarde, mas dormia as 8 horinhas - mínimo! -  sem pestanejar sequer, seguidinhas!

 

. fizemos alguns passeios a outras localidades. Fomos visitar a Quinta Pedagógica de Portimão, que a Laura adorou! Vi uma reportagem na televião na semana anterior e decidimos ver se dávamos com o local. Foi um achado!! É um espaço fantástico, muito bem cuidado, que acolhe visitas de infantários e escolas, mas também de particulares. Não se paga nada, imaginem! A Laura delirou com as galinhas, os patos, os pombos, os cavalos, o burro, a vaca, o boi, o vitelinho, os coelhos, os porcos e os leitões, enfim... Bichos são uma paixão antiga e vê-los ali, ao vivo e a cores, deixaram-na deliciada.

 

. agora a Laura tem uma nova paixão - o parque infantil! Adora o escoguega e o baloiço, em que já anda sozinha. Foi no escoguega precisamente que se deu a primeira queda aparatosa e que deixou marca - uma grande nódoa negra numa das faces. Estava a fugir de mim, que a atacava qual paparazzi com a máquina fotográfica, quando deu um passo a mais e caiu pelas escadas abaixo. O pai não teve tempo de a apanhar... Chorou baba e ranho e ficou um pouco fragilizada na hora, mas depressa passou. Não ganhou medo ao escoguega - felizmente! - e, apesar de ainda estar negro, vai passar completamente e sem deixar marca, uma vez que não chegou a fazer nenhum golpe. Enfim, foi a primeira de várias, estou a preparar-me para isso...

 

Muito mais haveria para contar, mas o post já vai longo! Resta dizer que a Laura é daquelas crianças fantásticas que se podem levar de férias e que se portam lindamente, quer em público, quer em casa. É altura de começar a pensar em férias no estrangeiro, quem sabe! A minha menina passou no teste, definitivamente está apta!!!

 

:o))))))

publicado por mil sorrisos às 11:06
link do post | sorri-me | ver sorrisos (14) | favorito

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS