sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

porque o meu sorriso tem um nome .... Laura Daisypath Happy Birthday tickers online
Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

Ó pá!

A propósito deste post, lembrei-me que se impunha aqui uma actualiazação relativamente a esta situação.  

 

Noutros tempos, partilhar-me com os outros meninos da sala, quando a ia buscar, era praticamente impossível. A Laura, muito obstinadamente, sempre me quis só para ela naquela hora do reencontro. A minha mãe para aqui, encontrão para ali, qual folhetim de faca e alguidar, nunca permitiu aproximações! Era sempre aquela cena!

 

A actualização é dura e cruel... Pois que a menina, neste momento, não só me ignora quando me vê a chegar - enquanto os outros gritam histéricos, a mãe da Laura! -, como não quer vir comigo. É verdade... Quando passo na janela que cobre toda a parede, nem sai do local onde se encontra, quando dantes corria e levava tudo e todos à frente. Os outros chegam-se à janela, dizem-me adeus e ela, nada, impávida e serena. Quando chego à porta, é a custo que vem até mim. Tenho de insistir muito e fazer de conta que me vou embora - com direito a dizer adeus, a fechar a porta e a estar um bocado cá fora à espera de reacções. Depois lá vem, pouco convencida... Acontece-me isto praticamente todos os dias.

 

E estou assim... Se dantes achava um exagero aquele sentimento de posse que tinha relativamente a mim e que a fazia ser cruel com os outros meninos, agora sinto-me triste pela recepção nada calorosa que me anda a fazer... É certo que depois aquilo passa. Logo me dá a mão e aceita de bom grado o meu colinho em direcção ao carro. As nossas conversas de regresso a casa são até cada vez mais interessantes... Tirando esta situação, não sinto nenhum tipo de aversão dela relativamente a mim, em nenhuma circunstância.

 

E a pergunta impõe-se... Porquê? Digam-me de vossa justiça, mas por favor, evitem dizer que é apenas uma fase...

 

:o)))

publicado por mil sorrisos às 09:15
link do post | sorri-me | ver sorrisos (13) | favorito
Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010

Novo título (mais ou menos) de nobreza

... e depois de reis, rainhas e princesas, eis que ganhámos um novo título - apagadora/acendedora-oficial-das-luzes-do-reino! Pois que a menina já chega aos interruptores e acha piada aos ditos. O seu maior feito foi mesmo deixar o papá às escuras, na casa de banho, enquanto o homem tratava de fazer aquilo que mais ninguém pode fazer por ele... Eu, distraída nos meus afazeres, nem me apercebi, que o papá não deu parte de fraco e pouco se queixou. Claro que saiu da casa de banho a 200 km/h, em busca da prevaricadora, mas o mal estava feito. E agora andamos nisto - acende aqui, apaga ali, qual moda do pisca, pisca...

 

:o)))

publicado por mil sorrisos às 09:12
link do post | sorri-me | ver sorrisos (5) | favorito
Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

De molho...

... há 3 dias. Eu, que não ficava em casa, doente, há anos! Segunda e terça ainda me aventurei, mas quarta não consegui - a constipação venceu-me. Quinta fui ao médico e hoje cá continuo, melhor, mas ainda longe de estar bem. O fim-de-semana tem de pôr fim à coisa, que já não aguento este mal estar, esta ranhoca no nariz e comichão na garganta, estas dores no corpo... Rsrsrsrsrsrsrsr Não há pachorra! Pelo menos a Laura ainda está bem, não parece ter sido afectada, mas o mais certo é eu melhorar e ela ficar doentita. Raistapartisse...!

 

:o))

publicado por mil sorrisos às 09:13
link do post | sorri-me | ver sorrisos (10) | favorito
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Conversas rolantes

E ontem a conversa de regresso a casa andou em torno da palavra... pila! Não piloca, não pilinha, pila mesmo! Que o Gui Pinto - o suposto namorado - tem pila... que o papá tem pila... que ela não tem pila, mas pipi, o que faz dela uma princesa, porque se tivesse pila seria príncipe... Ainda deu a volta ao discurso aqui e ali dizendo, com uma cara de malandra, que era menino e tinha pila. Depois o assunto foi o namorado. Quando lhe perguntam quem é o namorado diz sempre que é o Gui Pinto - desde que este ano lectivo entrou outro Gui para a salinha, faz a distinção entre os dois com os apelidos, o namorado é o Gui Pinto e o outro é o Gui Lopes... nada de confusões! Eis a reprodução fiel desta parte da conversa:

- O que é que fazes com o teu Gui Pinto?

- Vou casar.

- Ah... e onde??

- Num palácio, com muitos reis, rainhas, princípes e princesas num baile!

(mãe muda e queda agarradinha ao volante)

 

Ó pá... Está bem que é a idade dos contos de fadas, onde tudo é cor-se-rosa e acaba em grande felicidade...Ok... Essa parte não me incomoda muito - tem tempo para ver que contos de fadas só mesmo nos livros. Agora o raio da pila... Acrescente-se a isto tudo que quando, a seguir, fui com ela à avó, ouvi partes da conversa que se desenrolava na sala. Eu estava na cozinha e, nisto, ouvi a expressão "pila no rabo" dita pela Laura!!! Pila no rabo, Laura??? Depois a minha mãe confirmou-me que foi mesmo isso que ela disse, repetidas vezes... Ai a minha vida!!

 

:o)))

publicado por mil sorrisos às 09:49
link do post | sorri-me | ver sorrisos (14) | favorito
Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010

Primeiro estojo de maquilhagem

... e aos 30 meses a Laura recebeu o primeiro batom vermelho e o primeiro estojo de sombras para as pálpebras, cortesia da nossa querida amiga Carla. A prendinha foi entregue num café, em Loriga, e fez as delicias de todas as meninas presentes - leia-se, Diana, Maria e Laura, claro! Era vê-las em fila, à espera que as pintasse, uma graça. Até o super-Gui parecia querer experimentar! A Laura gostou muitttttoooo.

 

Aproveito para dar a conhecer o blog que esta amiga criou, inspirado na luz dos seus olhos... o pequeno Dinis! Bem vinda a este fantástico e estimulante mundo dos blogs, Carla!

 

:o)))

publicado por mil sorrisos às 09:54
link do post | sorri-me | ver sorrisos (6) | favorito
Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

Semana na Serra

Correu muito bem. Não fosse o frio – que me deita abaixo mais a mim que a ela, diga-se de passagem! – e teria sido perfeito. Muito convívio com avós, tios , primos e amigos, pequenos e graúdos. A Laura esteve sempre bem, nem se constipou. Desta feita o carrinho de passeio ficou em casa e andou sempre a pé, pi acima e pi abaixo, várias vezes ao dia, sem vacilar. Grande Laura!

 

Notas soltas:
- recebeu muitas prendas, pode mesmo dizer-se que a vinda a Loriga representou um segundo Natal;
-brincou muiiiittttoooo com a primita Maria. Tem 4 aninhos e entendem-se muito bem, já são grandes amigas!
- matou saudades da bicharada – leia-se galinhas da avó, gatos da tia Lena e os cães Puma e Scoby;
- estreitou relações com chupas-chupas, Ice-T, Kinder´s e o diabo a quatro – anda uma mãe a educar para isto. Ah... e já está no café que frequentamos como quem está em casa. Entra pelo balcão/cozinha adentro, namora e rodeia o empregado João quando quer alguma coisa – vá lá,  ainda não se atreve a pedir nada directamente – e não pára de um lado para o outro, perante o ar divertido e conivente de quem está e a viu nascer/crescer;
- demonstra verdadeiro fascínio pelo snooker, especificamente pelas bolas e tacos. Claro que uma boa mesa de snooker tem de permitir que ela ande/passe por baixo da dita, curvada, sem sequer se ajoelhar ou tocar no chão – para o que lhe dá, vejam só!
- destaque para a presença constante da minha querida Nanda, sempre disponível, sempre presente para me/nos aturar nestes dias. Companheira de mil aventuras, seja Verão, seja Inverno, está sempre lá para nos receber e mimar. Outra querida é a Nádia e o seu super-Gui, com quem temos estado muito ultimamente e cuja presença já faz diferença nas nossas vidas, seja em Loriga, seja cá para os nossos lados. Sentimos muito a falta da madrinha da Laura, a grande ausente este fim-de-ano;
- a ida à neve foi um fiasco. Subimos um pouco à Serra, de carro, mas a menina adormeceu e nem sequer vislumbrou a dita cuja. Eu ainda me atrevi a sair do carro e a tirar umas fotos, mas estava um frio gelado e não consegui aguentar-me muito tempo. Pode ser que, para a próxima, nos brinde com a sua presença na Vila...

- pois que a chucha faz definitivamente parte do passado e a moça começou a esquivar-se, em grande estilo, às sestas;

 

E pronto... O regresso deu-se no domingo, muito contrariado, principalmente com a perspectiva de voltar ao trabalho e à rotina. Não apetece nada!
:o)))
publicado por mil sorrisos às 09:25
link do post | sorri-me | ver sorrisos (6) | favorito
Sábado, 2 de Janeiro de 2010

Adeus, ano velho!

 

O adeus ao ano velho foi, desta feita, muito festejado pela Laura. Aliás, a minha menina cada vez participa mais activamente em tudo aquilo que vai acontecendo...

 

A passagem da meia-noite foi em família. Reunimo-nos em casa dos meus cunhados para uma jantarada que serviu de pretexto para o convivío com os meus sogros, cunhados e sobrinhos. A Laura esteve sempre bem disposta (bendita sesta!) e passou o serão na paródia e brincadeira com a Maria, a minha sobrinha-neta de 4 aninhos.
Mais uma vez foi notório o quanto a Laura gosta desta parte de família que vê pouco, mas com quem já está completamente à vontade. Se, em pequenina, entrava um pouco em stresse quando via muita gente em seu redor, agora é uma festa. Dá gosto ver a sua alegria no meio de todos!
Depois da meia-noite – que a Laura festejou sentada na mesa da cozinha, a comer uma sandes de fiambre entremeada com passas -, descemos à vila e fomos ter com amigos. Mais uma vez a boa disposição da pequena deu provas – já passava das duas da manhã quando fomos para casa. Até essa hora brincou, correu, saltou, cantou, dançou... Ena, quanta energia, partilhada com o seu amigo Gui!! Digna de registo foi a descida ao Happy Bar – o estabelecimento nocturno cá do burgo – apenas por alguns minutos, que o fumo e a música alta não permitiram uma estada prolongada. Daqui a uns aninhos lá andaremos as duas, aos pulos. O local não é nada de especial – mesmo nada! – mas já lá passei bons momentos... Outros tempos! Desilusão da noite – não chegou a nevar! Bahhhhh
E pronto... No outro dia foi dormir até ao meio dia, que a noite foi mesmo de festa. Viva 2010!!

:o)))

publicado por mil sorrisos às 17:30
link do post | sorri-me | ver sorrisos (2) | favorito

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS