sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

porque o meu sorriso tem um nome .... Laura Daisypath Happy Birthday tickers online
Domingo, 11 de Novembro de 2012

1ª vez

Pela primeira vez deixámos a Laura com os meus pais durante o fim de semana. Pela primeira vez, desde que ela nasceu, os papás dedicaram-se exclusivamente um ao outro durante dois dias. Pela primeira vez.

 

A questão do deixar a Laura com... nunca se colocou antes principalmente por uma razão - sempre fizemos questão de a integrar nos nossos passeios, em família ou com amigos, nas nossas jantaradas, nas nossas saídas diurnas e/ou noturnas, nas festas, nas patuscadas, em tudo. É nossa filha, faz parte da nossa vida, queremos que se sinta como fazendo parte de tudo. Os meus pais vivem mesmo aqui ao lado e sempre se disponibilizaram para o que fosse preciso, mas nunca o quissemos fazer antes. Desta feita, decidimos que era chegada a altura de uma primeira experiência do género. Ela portou-se lindamente, nós fizemos por nor portar ligeiramente mal. A ocasião assim o exigiu... 12 anos de casados, comemorados hoje, dia de São Martinho. Ficámos por perto - Peniche, Baleal, Alcobaça e Nazaré, onde pernoitámos e nos deparámos, hoje de manhã, com a mini-maratona internacional lá do burgo. Giro, giro.

Quanto ao resto... Não, não nos sentimos como se nos faltasse uma parte. Não canalizámos todas as conversas para ela. Telefonámos as vezes que achámos necessárias, mas sem exageros. Constatámos que sim, ainda existe o "nós" sem ela, ainda somos dois, antes de sermos três. Saudades? Imensas, mas sabê-la bem, sabê-la bem cuidada e rodeada do mesmo amor que recebe de nós foi suficiente para nos serenar.

É uma experiência a repetir, sem dúvida, mas continuamos a acreditar que os filhos são dos pais, não dos avós, nós temos a obrigação de os incluir naquilo que for acontecendo, por mais jeito que dê deixá-los ao cuidado de terceiros.

Opiniões precisam-se a respeito, s.f.f.

:o)

 

publicado por mil sorrisos às 21:27
link do post | sorri-me | favorito
12 comentários:
De Lina a 12 de Novembro de 2012 às 12:30
Olá,
este post não posso deixar de comentar, porque, ao contrário sempre deixei as minhas filhas com os avós. Há a razão prática: trabalhamos ao fim de semana de 15 em 15 dias. E também porque há jantares de lazer ou de trabalho ou concertos ou outros eventos a que queremos assistir. Elas gostam imenso de estar na casa dos meus pais. É um sítio completamente diferente, onde podem gozar do ar livre e ver animais. Gostam muito e é também uma oportunidade de criarem laços com os avós. Laços estreitos que de outra forma seria difícil conseguirem. Bjs
De mil sorrisos a 13 de Novembro de 2012 às 23:04
Os laços com os avós, no nosso caso, são criados no dia a dia - não há um único em que ela não os veja e não passe algum tempo útil com eles. Felizmente a nossa vida profissional deixa-nos alguma liberdade que não nos obriga a sacrificar o tempo em família e nisso somos realmente a exceção à regra. De qualquer maneira, longe de mim apontar dedos, apenas expus a nossa forma de encarar esta situação em particular.
beijos e mil sorrisos
:o)
De C. a 12 de Novembro de 2012 às 20:50
:)
Também penso assim, os filhos são dos pais e não dos avós. Agora com 3 duvido que volte a ter algum fim de semana a sós...ahahahahh, ou melhor, posso pensar nisso mas para daqui a MUUIIITTOOOSSS anos! :D
Parabéns pelos 12 anos de casados, que contem muitos mais .

Abraço
De mil sorrisos a 13 de Novembro de 2012 às 23:06
Obrigada pelos parabéns. Quanto ao resto, ainda bem que me compreendes e partilhas o nosso ponto de vista. Às vezes penso que somos os únicos a pensar desta forma...
beijos e mil sorrisos
:o)
De energia-a-mais a 12 de Novembro de 2012 às 22:36
Fazem muito bem em mostrarem à Laura que também podem ter planos a dois, sem que isso signifique que a estão a excluir. Se ficou com os avós ainda melhor, tenho a certeza de que foi bom para todas as partes!
e Parabéns pelo aniversario de casados, que contem muitos juntos

Beijos
Teresa
De mil sorrisos a 13 de Novembro de 2012 às 23:07
Obrigada pelos parabéns e sim, foi importante acontecer esta situação nesta altura, já era tempo!
beijos e mil sorrisos
:o)
De uma das estimanas a 13 de Novembro de 2012 às 19:21
Parabéns aos pombinhos, antes de mais :-) Uma dúzia merece a comemoração a dois. A Laura é uma menina cheia de sorte porque os pais, felizmente, podem dispor de tempo para estar verdadeiramente com ela, contribuindo para o seu crescimento afetivo de uma forma mimada mas saudável. Tenho a certeza de que ela compreende muito bem que é parte integrante de uma família que, embora seja um todo, é ao mesmo tempo constituída por pessoas diferentes. E isso pressupõe respeitar o tempo e o espaço dos outros. Repito o que já disse: vocês têm feito um trabalho excelente e o resultado está à vista :-)
Beijinhos e saudades para os três
De mil sorrisos a 13 de Novembro de 2012 às 23:08
Até muito breve!
beijos e mil sorrisos
:o)
De Nadia a 13 de Novembro de 2012 às 23:08
BOA!!! Uma escapadela!!!
Parabéns e e contem muitos mais!
Bjs e até muito breve
De mil sorrisos a 15 de Novembro de 2012 às 18:08
E essa ida ao teatro...?
beijos e mil sorrisos
:o)
De paranoias-de-mae a 15 de Novembro de 2012 às 09:57
Li atentamente este post e emocionei-me muito. Ainda não consegui fazer esta experiencia, não só porque sou demasiado agarrada ao meu filho, mas também porque não teria os avós para o deixar...só se o deixasse com os tios. Mas quando o fizer vou me lembrar deste post. Obrigada por esta partilha...ajudou-me imenso, acredita :)
De mil sorrisos a 15 de Novembro de 2012 às 18:09
Aposto que fica lindamente com os tios, vais surpreender-te com ele e contigo. Força nisso!
beijos e mil sorrisos
:o)

sorri-me

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS