sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

porque o meu sorriso tem um nome .... Laura Daisypath Happy Birthday tickers online
Terça-feira, 31 de Maio de 2011

Como estou a dar conta do recado...

Pois que, aos 40 anos, vejo-me a necessitar de contactar pela primeira vez com um par de muletas - para que conste, são de marca Orthos XXI, classe 4. Dores? Não sei o que isso é, mas avisaram-me que não tomasse essa situação como uma permissa para começar a andar de pé no chão. E eu, que sou uma menina muito obediente - nestas coisas sou um bocado maricas, pronto! - tenho feito tudo de muletas ou ao pé cochinho. Serve este post para vos dar conta do que faço/como faço com um pé às costas.

 

- subir e descer escadas -  foi o primeiro grande obstáculo, mas que resolvi em tempo recorde, para aí uns 5 segundos depois de estar a olhar para as ditas. Desço-as e subo-as da mesma maneira, de rabo, ou seja, sentando-me degrau a degrau e fazendo impulsão com os braços e a perna boa. É uma limpeza e uma coisa bonita de se ver!

 

- casa de banho - ao pé cochinho ou de muletas, sentando-me no rebordo da banheira, sanita ou bidé, consigo fazer tudo lá dentro. Tomo banho e trato de mim, trato da higiene matinal da Laura - o banho é dado pelo pai, à noite - e até lavo a própria casa de banho;

 

- cozinha - ora bem, a minha cozinha é pequena - temos uma sala anexa com mesa de refeições e loiceiro -, e ainda bem que é pequena! Tenho na cozinha uma espécie de caldeirão gigante para reciclagem que tem dentro os recipientes das três cores, mas que é apenas um caldeirão com tampa. É bastante mais alto que qualquer cadeira. Como a cozinha é pequena, consigo chegar a todo o lado sentada no dito cujo. Arrasto-o para onde quero e chego ao fogão, ao frigorífico, ao lava loiças, enfim, chego a todo o lado. Isso tem-me permitido lavar loiça, ajudar na preparação no jantar e até fazer o jantar - fico encarregue do controle da comida que está no fogão;

 

- o marido - é o meu pé direito. Tem sido fantástico em tudo. Cozinha, limpa, trata da Laura, põe roupa na máquina, põe roupa a secar, só não a passa porque a minha mãe a entrega à senhora que passa a dela. Às vezes dou por mim a pensar que esta situação seria caótica noutras casas que eu conheço, mas aqui não, reina a arrumação e a calma de sempre. Parece que não se passa nada...

 

- a filhota - dá muitos mimos à mamã. Quer dar beijinhos no pé, o que eu não permito, claro! Fica-se pelas festinhas ao de leve - muito ao de leve! Tem noção que a mãe não pode fazer muitas coisas e colabora na medida dos possíveis - faz-me recados, vai-me buscar isto ou aquilo, arruma os brinquedos, vai sozinha à casa de banho quando estamos só as duas, veste-se/despe-se/calça-se sozinha de manhã, enfim, já tem um grau de autonimia que a faz resolver muitas coisas sozinha.

 

Ah... uma palavra de louvor aos meus pais, que moram mesmo aqui ao lado. Vão levar a Laura à escola e trazem-na à tarde, para além de ir lá a casa almoçar. A presença deles tão perto faz toda a diferença - estão à distância de uma chamada telefónica!

 

E pronto. Tem sido assim e assim será durante mais uma semana - consulta no dia 7, só!

 

:o))

publicado por mil sorrisos às 09:13
link do post | sorri-me | ver sorrisos (8) | favorito
Segunda-feira, 30 de Maio de 2011

Da festa de aniversário...

A festa mais alargada conteceu como estava previsto. Situações que nos ultrapassam impediram a comparência de pessoas que eu queria muito ter por perto, mas o almoço de sábado correu muito bem. Depois ainda houve uma passeata conjunta até ao fantástico Jardim das Caldas da Rainha, ensombrada pelo tempo que ficou subitamente cinzento e chuvoso. Mais cinco minutos e era literalmente apanhada no meio de um dilúvio... de muletas! ehehehe A retirada estratégica foi na hora H!

No meio do pessoal, dos parabéns, do brinde, das prendinhas e dos miminhos à esquerda e à direita, dei-me conta da sorte que tenho por me ver rodeada por familiares e amigos nesta data tão especial. Aos 40 anos posso seguramente dizer que a vida me sorri, prometendo-me ainda muitos momentos de convívio, alegria e, porque não, alguma loucura. Sim, porque ainda tenho de "providenciar" a prenda de aniversário que prometi a mim mesma. É já a seguir, assim que me livrar do raio das muletas...

Jantar do dia 26 de Maio, cortesia da minha mãe

 

Almoço de sábado

:o))

publicado por mil sorrisos às 11:33
link do post | sorri-me | ver sorrisos (2) | favorito
Sexta-feira, 27 de Maio de 2011

Obrigada...

... pelas manifestações de carinho aqui, ali e um pouco por todo o lado! Ajudaram a diminuir o "peso" das (malditas) muletas!

:o))

publicado por mil sorrisos às 08:33
link do post | sorri-me | favorito
Quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Parabéns a mim!

40 anos! Cheguei lá, à barreira invisível que marca a entrada na suposta"meia-idade". Credo, não me sinto nada assim! Não fosse o raio do entorse que me fragiliza de momento e diria que nunca me senti tão jovem. Sempre fui uma jovem "velha". Descobri os prazeres da vida mais tarde, contrariando a ordem natural do nosso crescimento enquanto pessoas, daí este desfazamento. Sinto-me mesmo bem, no alto dos meus 40 anos!

Neste dia especial, quero pedir-vos que não desperdicem o vosso tempo com ninharias, cada segundo deve ser vivido intensamente. Não neguem manifestações de carinho nem deixem de demonstrar apreço pelas pessoas que vos são queridas. Temos a vida como certa e isso faz-nos desvalorizá-la ao ponto de apenas nos arrastarmos nela... Não façam isso! No dia em que faço 40 anos grito alto e bom som - VIVAM!

 

:o))

publicado por mil sorrisos às 09:21
link do post | sorri-me | ver sorrisos (10) | favorito
Terça-feira, 24 de Maio de 2011

O bolo

Vou fazer 40 anos e a festa mantém-se como previsto. Acabei de encomendar o bolo de aniverário para sábado. Por acaso tinha vontade de brincar com as muletas e fazer uma piada alusiva, mas a menina do outro lado sussurrou um Talvez não seja de muito bom gosto! que me deu vontade de rir. A doceira é a mesma que tem confeccionado todos os bolos de aniversário da Laura e já me tem para a troca. Acabei por optar pela ideia inicial, mas que tinha vontade, tinha...

:o))

publicado por mil sorrisos às 16:45
link do post | sorri-me | ver sorrisos (1) | favorito
Segunda-feira, 23 de Maio de 2011

Torcida!

É qu´isto aconteceu na pior altura possível. Ora vejam:

 

- esta sábado tive de cancelar a aquisição do meu presente e adiá-la para dia indeterminado;

- este domingo não comparecemos aos anos do meu sobrinho Simão;

- dia 26 de Maio faço 40 anos e nem um jantar posso oferecer aos meus pais e irmão;

- a festança  do meu aniversário está marcada para sábado e vai realizar-se. Claro que eu vou... de muletas!

- no domingo tinha os anos da doce Leonor - já não tenho!

- no dia 4 de Junho tinha o casamento do Miguel... já não tenho!

 

Em termos de trabalho, basta dizer que esta é só a altura mais movimentada do ano, entre testes e avaliações finais... Estou deslolada.

 

:o((

 

publicado por mil sorrisos às 10:44
link do post | sorri-me | ver sorrisos (6) | favorito
Sábado, 21 de Maio de 2011

Entorse...

... no tornozelo direito, depois de uma mau jeito dado a descer umas escadas enquanto ensaiava os meus alunos no Auditório Municipal no âmbito da disciplina de Oficina de Teatro - ensaio geral antes do espectáculo da próxima quarta-feira. Até à consulta de 7 de Junho recomenda-se repouso, medicação e... muletas. Estou a ver a minha vida a andar para trás...

:o(

publicado por mil sorrisos às 11:01
link do post | sorri-me | ver sorrisos (9) | favorito
Quinta-feira, 19 de Maio de 2011

Vaidade - ou como a miúda está estragadinha de todo!

... no carro, a caminho da escola:

- Mãe, há alguma festa hoje?

- Festa? Não! Porquê?

- Eu hoje estão tão vaidosa que queria ter uma festa.

- Hein?!

- Sim, estou tão vaidosa que queria que os meus amigos me vissem assim numa festa muito importante!

:o))

 

Nota da mãe que pode-ajudar-a-esclarecer-a-coisa-ou-talvez-não - levava um vestido que enfeitou com um colar muito colorido e uma pulseira igual. A completar a fatiota levava os sapatinhos de bailarina - vulgo, sabrinas!

publicado por mil sorrisos às 21:57
link do post | sorri-me | ver sorrisos (3) | favorito
Terça-feira, 17 de Maio de 2011

Rsrsrsrsrsrsr

Aviso à navegação -  que ninguém se atreva a gozar com o que vai ler, não foi nada bonito!

 

Em plena aula, sem que tenha feito algum gesto mais "violento" que o justificasse, as minhas calças de ganga cederam... no rabo... um grande rasgo ao lado da costura. Eu, que por acaso até fui de camisa curta e com o dito a ver-se em todo o seu esplendor, disfarcei a coisa - os miúdos não se aperceberam -, sai de fininho da sala, atravessei não sei bem como aqueles corredores intermináveis com a pasta a tapar o rasgo, informei a funcionária do incidente - o que rimos as duas! - e vim-me embora depressa! Podia ter remediado a situação? Podia, mas não me apeteceu! Ter as calças rotas e agir como se nada fosse não é bem a minha praia. Hoje o dia de trabalho acabou 90 minutos mais cedo...

:o))

publicado por mil sorrisos às 21:19
link do post | sorri-me | ver sorrisos (8) | favorito
Segunda-feira, 16 de Maio de 2011

4 anos de sorrisos!

Já! Parece que foi ontem que escrevi o primeiro post e já lá vão 4 anos... Tem sido uma aventura deliciosa esta "coisa" dos blogs e afins. Como leitora, enquanto autora, tenho aprendido imenso e os ganhos são mais que muitos. Já não passo sem espreitar, sem escrever qualquer coisa quase diariamente, sem fazer um preâmbulo por blogs que também já fazem parte da minha vida. É que o bichinho chegou, entrou e instalou-se! E se ter leitores nunca foi uma ambição - sempre pretendi escrever mais para mim que para os outros -, vejo-me agora rodeada de palavras de carinho e apreço a cada post publicado... Um obrigada especial a todos quantos me lêem, comentando ou não. É um prazer ter-vos desse lado...

(foto removida)

 

:o))

publicado por mil sorrisos às 09:14
link do post | sorri-me | ver sorrisos (14) | favorito

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS