sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Domingo, 30 de Setembro de 2012

O que é o espírito?

Pergunta complicada esta, não? Adivinhem quem a fez... Pois! A propósito do comportamento dela que tem deixado muito a desejar ultimamente - fica prometido um post a propósito para breve -, hoje o pai saiu-se com aquela de que "Jesus está a ver-te e a analisar o teu comportamento e só terás prendas no Natal se te portares bem... blá... blá... blá..." O que ele foi dizer! "Jesus vê-nos?", " Onde está ele?", " Nunca o vi!" Aí entrei eu tentando explicar que Jesus não se vê, mas que, se acreditarmos que ele existe, está sempre presente, em espírito. O que fui eu dizer! "O que é o espírito, é o mesmo que fantasma?" Bem, só me lembrei de dar o exemplo de coisas que não podemos ver, mas que sentimos e sabemos que existem porque há reações no nosso corpo que o indicam e provam como o vento. O vento não tem uma presença física, não se vê, mas nós sentimos o seu efeito na natureza, sentimo-lo em nós, ouvimos o barulho que faz, vemos os estragos que pode provocar, mas não podemos vê-lo. Blá... blá... blá... Acabámos a explicar que era tudo uma questão de acreditar. Se acreditamos em Jesus acreditamos que vive ao nosso lado, comunga dos nossos dias e está presente nas nossas vidas como está o vento - sem o vermos, sabemos que está lá. Ficou a pensar em tudo e parece ter compreendido, mas eu fiquei a pensar nisto - como será a primeira abordagem da temática em termos de catequese? Alguém pode dar aqui um testemunho nesse sentido? Como se explica isto a crianças de 6 anos? Já agora, esclareçam-me... Grata!

:o)

publicado por mil sorrisos às 21:07
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS