sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

Salva-vidas!

A Laura continua doentinha. Desta vez foi a valer. Já descobrimos os dentinhos a nascer, em cima, mais para trás - nunca sei os nomes dos ditos, sheme on me! Tem ficado em casa porque a febre só começou a abrandar ontem e agora, para compor o ramalhete, está constipadita. Estamos à espera do pai para ir ao pediatra. Vamos ver se o Sr. Dr receita alguma coisa para a constipação, já que a febre parece-me controlada.

 

Vem isto a propósito da minha salva-vidas, aquela que está lá quando eu não posso, aquela que me substitui na perfeição e por quem a Laura tem um carinho muito especial. Falo da minha mãe que mora aqui mesmo ao lado, porta com porta. Graças a Deus ainda tem muita saúde, genica e já como se reformou há uns anitos, tem tempo. A Laura ficou lá em casa até fazer um aninho. E que bem ficou!!!

 

Esta semana também ficou com ela e foi o que me valeu. Noutras ocasiões como sejam reuniões ou outros compromissos que me impossibilitem ir buscá-la ao infantário, lá se mete a caminho. Ao seu lado os fiéis escuteiros, o meu pai e a minha avó, a Bisa de nome Laura que, devido à idade, apenas dá muito apoio moral e se delicia com a pequenina que herdou o seu nome. O meu pai também ajuda muito. Muitas vezes é ele que assume o comando das operações, quando a minha mãe, por algum motivo, não está presente. Atenção que, às vezes, são duas!! A minha sobrinha é apenas dois meses mais velha que a Laura e quando se juntam... é o fim do mundo em cuecas, como podem calcular!

 

Os meus pais são os meus salva-vidas. Não imagino como seria sem eles. Há que lhes dar muito valor, todo o valor do mundo! A disponibilidade é total e incondicional. Fazem por ela o que eu faço, o que eu faria, em qualquer circunstância.

 

Conheço casos em que os casais estão entregues a si próprios. Sem família por perto, não têm grandes alternativas. Resta-lhes faltarem ao trabalho quando a criança adoece ou, noutras situações, levá-las consigo onde quer que tenham de ir. Eu sei do que falo. Muitas vezes a sala de professores está cheia de crianças das mais diversas idades, naqueles dias/noites em que as reuniões nunca mais acabam... Enfim... E a assiduidade é um dos critérios da nossa suposta avaliação. Ah... e basta faltar uma vez para já não termos a avaliação de Excelente, seja a falta de que natureza for. É assim que o nosso governo incentiva a natalidade. Bem, isto era outro post, cala-te Sandra...

 

Pronto. Aqui fica uma singela homenagem aos meus progenitores que estão sempre lá, lada a lado connosco, mas sem se intrometerem na nossa vida familiar a três. Essa parte faço questão de preservar e, até agora, nada a assinalar. São fantásticos em todos os aspectos. Obrigada!!!

 

:o)))))))

 

 

publicado por mil sorrisos às 17:29
link do post | favorito
De pirralhamummy a 3 de Outubro de 2008 às 10:37
A minha pirralha também fica em casos de emergencia com a avó e também ficou com ela até aos 12 meses, agora é só nas emergencias e dá mesmo muito muito jeito... esta semana está com ela a semana toda...

E ainda por cima a minha mãe não mora porta a porta connosco, não é longe mas tem de vir de carro, portanto todos os dias de manhã cedo o meu marido vai buscá-la e ela fica lá em minha casa até ao fim da tarde... (e a casa dela durante a semana fica sempre fechada...)
Ela é também a minha SALVA VIDAS de certeza absoluta...
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS