sorrisos antigos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Coisas de mãe

Este fim-de-semana foi particularmente agitado do ponto de vista social/cultural. A saber:

 

- na sexta-feira recebemos cá em casa, para jantar, o casal amigo Dora/Humberto com o seu pequeno Rodrigo e a Mónica com o seu pequeno Guilherme. Correu muito bem... A dourada grelhada foi um sucesso, a conversa foi boa e a criançada entendeu-se muito bem. A Laura comandou as tropas – os dois meninos têm 18/19 meses -, e todos interagiram bem. Ela e o Rodrigo já se conhecem bem e adoram-se. O contacto de ambos com o Guilherme é mais esporádico, mas receberam-no de braços abertos;
- no sábado levei a Laura ao Tivoli assistir à peça infantil O Mundo dos Sonhos. Fomos com outros amiguinhos e as respectivas mamãs – a Nádia e o super-Gui, a Cláudia e a pequenina Leonor. A Laura e o Guilherme gostaram muito. Mais uma vez a minha menina esteve à altura do evento e portou-se lindamente, sempre muito atenta e fascinada com tudo! A pequena Leonor assustou-se pela proximidade do palco – estávamos na 4º fila – e a mãe teve de a levar lá mais para trás. Tem só 19 meses e estávamos muito em cima do acontecimento – muita cor, luz e música –, só choramingava e pedia pelo pai. Mais tarde reunimo-nos com os papás e outros amigos, miúdos e graúdos, para uma jantarada no Páteo Bagatela que durou até às 23.30.
É nestes dias/eventos/convívios que me dou conta de que realmente a Laura está crescida, autónoma e mais independente do que eu desejaria... Com a criançada entende-se às mil maravilhas – note-se que são, maioritariamente, meninos, não sei se isso é significativo. Com os adultos já tem muita conversa e confiança, tanta ou tão pouco que praticamente está mais com eles que connosco. No jantar de sábado esteve pouco ao pé de nós e saltitou de cadeira em cadeira, de colo em colo, ora no laró com este, ora na converseta com aquele. Pelo meio, muita conversa e brincadeira com os mais pequenos. Não seria preciso insistir muito com ela para ir com a Super-Nádia para Odivelas, dormir na cama do Super-Gui, com o próprio – a relação da Laura com os Guilhermes em geral e dois em particular está a revelar-se muito complexa, mas agora isso não vem ao caso...
Uma constatação salta diante dos meus olhos e faz palpitar o meu coração - a minha menina está cada vez menos minha. Enche-me de felicidade vê-la alegre, simpática, extrovertida, bem comportada e socialmente activa e dinâmica, mas queria tê-la (só) para mim mais tempo! Está a ser um pouco “penoso” este despreendimento dela relativamente a nós, em prol dos outros. Bem sei que faz parte do crescimento e que é saudável que assim seja. Nunca gostei de redomas e sempre lhe dei espaço de manobra e liberdade para explorar, conhecer e aprender por ela. Sempre participámos nestes encontros de amigos também para a envolver e desenvolver socialmente. Tem uma personalidade e uma forma de interagir com os outros muito própria e que me enche de orgulho. Ela é, efectivamente, uma doçura de menina que consegue cativar pequenos e graúdos. O difícil mesmo é dizer adeus ao bebé que, durante dois anos, viu a sua vida centrada no pai e na mãe e que. agora. se apercebe que há tanta gente em seu redor que vale a pena conhecer e com quem é bom conversar, brincar, aprender... A Laura, neste momento, tem plena consciência de que o mundo não é só a sua casa e eu, sabendo isso, incentivo-a e abro-lhe todas as portas quando queria mesmo era trancá-las a sete chaves... Coisas de mãe!

:o))

publicado por mil sorrisos às 09:09
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Maio 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise sorrisos antigos

 

últ. sorrisos

Momentos mesmo giros!!!
Olá. O meu sobrinho tem, neste momento, seis anos....
Olá.. Achei interessante a publicação.. Tenho minh...
Verdade. Ela gosta e sente-se bem na companhia dos...
Parece que a casa fica vazia... mas é tão bom ver ...
Estão como têm de estar... quer dizer que são cria...
... e que vaidade! Tira-me do sério!beijos e mil s...
Welcome back Estão reguilas e desafiadores, não é?...
ahah as crianças são uns amores.Está na idade da v...
Back!?!!! Ainda bem. Estava a ficar preocupada.. :...

Posts mais comentados

27 comentários
26 comentários
24 comentários
23 comentários
21 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
RSS